A Banda

Vamos Celebrar!!!

Vamos celebrar a estupidez humana!

Isso pra ser educado e não falar "vamos celebrar como idiotas"...

A cada Fevereiro, feriado.. Vamos Celebrar!

________________________________________________

Perfeição - Legião Urbana

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E seqüestros...

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...

"Temporariamente Bloqueado"

Os sons que escuto são de tambores ao longe. Festa? Nem me preocupo em saber, logo eles perdem a importância.

Os minutos vão escorrendo enquanto eu fico parado. Aqui. Parado. Olho o ventilador balançando sobre o banquinho de plástico, aquele mesmo banquinho que eu usava pra apoiar o caderno e vários milhões de xérox.

Nada mais posso fazer, já é meia noite... Meio noite e quarenta e cinco... Uma da manhã...

Nosso tempo também escorre enquanto eu fico aqui. Parado. Aqui.

Estendo o braço em direção ao computador ensaiando mais uma tentativa, mas igual a todas as outras, essa também é em vão. Um computador sem internet é como um telefone sem créditos! Você pode jogar, escrever e até ouvir música, mas nem pensar em falar com alguém.

Tudo piora quando lembro que essa foi a grande espera do dia, a espera pelo momento em que poderia sentir a presença distante de um amor...

De qualquer forma os tambores voltaram a rufar e o ventilador agora faz um barulho muito estranho. Vou dormir! Já estou caindo aqui...

Noite perdida, amor ausente...