O Velho - Parte 1

(...) Passo as tardes em uma velha varanda, sentado em uma velha cadeira de balanços. Minhas maiores aventuras são pequenas corridas atrás do cachorro, que sempre pega as minhas velhas sapatilhas. - Deve ser o chulé! - é o que digo para a minha velha esposa que teima em querer se livrar do cão, como se fosse fazer alguma diferença... - Pulguento! - grita a velha.

...

A vida do (velho) Sr. Carlos era calma, sem muitas preocupações, era a vida que a maioria dos (velhos) senhores pede a Deus (ou a qualquer um outro).

Ele e a mulher Clara moravam em uma pequena casinha no interior, tinham um cachorro chamado Norberto e alguns outros animais que Carlos vez por outra encontrava durante suas breves caminhadas matinais. Os dois frequentemente recebiam visitantes que adotavam alguns dos animais recolhidos ou traziam mais alguns... seus filhos é que não os visitavam muito.

...

(...) Meus filhos não gostam muito de animais, não de muitos, afinal de contas quem gosta de ficar em uma casa cheia de penas, pelos e outras coisas? Ah, eu gosto! Poder salvar e dar lar a alguns animais doentes ou "deficientes" é muito gratificante pra mim, e é desse sentimento que retiro a paz que me deixa passar as tardes na minha velha varanda, sentado na minha velha cadeira de balanços.

Minha mulher diz que nossos filhos são "bichos urbanos", que não conseguiriam viver um dia sem a "tal da internet", mas a verdade é que sinto constante falta deles... mas os entendo.

...

Carlos tinha três filhos, dois homens e uma mulher.

O filho mais velho, Henrique, saiu de casa aos 16 anos para estudar. Hoje é engenheiro, dono de empreiteira e mora em um apartamento até espaçoso, mas muito desorganizado.
A filha Helena é a do meio, mora fora do país desde os 20 anos... faculdade de direito. Casou e teve uma filha, que Carlos ainda não conhece.
O mais novo, João, é músico profissional, por assim dizer, e também meio desajeitado. Vive viajando com a banda, sua maior temporada em um só lugar foi de um mês em um hospital quando sofreu um acidente de moto.

Os filhos de Carlos até se davam bem, mas mal se falavam, sempre estavam ocupados demais pra visitar uns aos outros.

...

(...) Os meus filhos? Ocupados demais com suas vidas pra enxergar as coisas que realmente valem a pena...

____________________________________

...continua(ou não).

We can!

"We can be heroes, just for one day! (...) we could still try, just for one day... We can be heroes, forever and ever..." "(...)just because i love you!"

Heróis Envelhecem

Heróis envelhecem de maneira estranha... As preocupações deixam suas sobrancelhas brancas, as corridas e saltos enchem seus joelhos de tendinite, e sua musculatura, antes capaz de realizar grandes proezas, hoje é uma massa flácida decorrente de várias horas dedicadas a um sofá velho!

Heróis envelhecem... e não costumam se exercitar.
Passada a gloriosa fase da juventude, um herói raramente tem diversão.

Um conselho para os que estão de plantão: Não deixem que um bom fim de semana esparramado em um sofá, ouvindo música, os engane... A tranqüilidade não é nada comparada as noites dedicadas a resolver problemas que nem sempre são seus.

Mas nem tudo está perdido...

O que consola um herói entregue a velhice é saber que a maioria dos vilões também envelheceu, e que as batalhas agora são travadas no tabuleiro de "Damas"!

There she is! - Final



Episódios anteriores AQUI!!!